Qual é o meu sonho?

Este sempre foi um assunto complicado para mim. E não é para todos? Porque tenho eu que escolher uma única coisa para ser quando quero ser e fazer tantas coisas?

Em criança queria ser cantora e dançarina. Ter a minha própria banda. E «cantava» com a vassoura na varanda da minha casa.

Depois chegou a altura em que o ensino te obriga a seguir um caminho entre 2 ou 3 de matérias (quando na vida há milhares de caminhos diferentes). Obrigam-te a escolher o que queres ser quando ainda nem sequer conseguiste decidir se gostas mais de rosa ou amarelo. «Escolhi ser bióloga» já que adorava animais e queria saber mais sobre eles. Enverguei pelas ciências, então.

Mas nós não somos máquinas comandadas pela pressão da sociedade – ou não devíamos ser.

E deu-se um conflito entre aquilo que eu realmente era (que nem eu ainda tinha descoberto) com o que a sociedade, as pessoas à minha volta, as ideias e convenções de outras pessoas, etc, me obrigavam a ser. E trouxe-me vários problemas.

Em uma conversa com uma das pessoas que me tentava ajudar nesses problemas, falei que gostava de ser atriz. Esse gosto foi surgindo não sei bem de onde, e saiu naquele momento da conversa, não sei bem porque.

E ela apresentou-me um grupo de teatro que existia na minha terra, mas que eu nunca tinha ouvido falar. WHAATTT? E foi comigo na minha primeira «aula». Nunca me vou esquecer disso!

O tempo foi passando e fui percebendo que era lá que ia descobrir quem eu, lá no fundo do meu coração. E isso realmente aconteceu quando entrei para a Universidade para a Licenciatura em Teatro. Quem eu era no primeiro ano, estava longe do que eu me havia de tornar no fim do terceiro, AGORA.

Devem estar a pensar: bem, afinal de contas descobriu que queria ser atriz…

Não é bem assim… É algo que eu amo fazer e que eu vou fazer para o resto da vida, mesmo que tenha que ser de graça, porque recebo bem mais do que o dinheiro importa – Conhecimento e crescimento pessoal. E por isso, aconselho a fazerem teatro, porque vão encontrar várias respostas às perguntas que têm neste momento, seja ele qual for.

«O teatro dá-nos vida»

Integrante do meu grupo de Teatro

Mas bem, o que quero fazer eu afinal?

Apesar de querer fazer milhares de coisas, existe algo que sempre esteve comigo em todas estas fases (desde lá no ínicio do post) e como era algo que sempre fez parte de mim, nunca considerei como algo que precisasse alcançar – a escrita. Sim, escrevi durante toda a minha vida e não percebi que meu sonho estava alí mesmo ao lado, a caminhar comigo em cada fase.

Teria sido mais fácil se soubesse antes, mas não seria tão divertido.

Sim, quero ser escritora. Ainda há muito para aprender, para ler, para escrever, mas é isso que quero fazer para o resto da vida, sem que me canse.

Quero também conhecer o mundo, histórias de outras pessoas e culturas e inspirar-me nelas para os meus livros.

E este é o meu sonho!

Gostam deste tipo de posts? De reflexão sobre a vida e sobre mim? Gostavam de ver mais? Deixem-me perguntas que gostavam que eu respondesse 🙂

Partilhe o post nas suas redes sociais ❤

Siga-me no Instagram

Siga-me no Pinterest 

Siga-me no Twitter! O blog tem agora um Twitter. Sigam lá!

Entre em contacto connosco: colourfulgirlcontact@gmail.com

Anúncios